Babi Xavier sempre foi @semtabaco

“Eu e meu irmão caçula NUNCA fumamos!” Com caixa alta, exclamação e muito orgulho, a atriz e apresentadora Babi Xavier não deixa dúvidas sobre sua relação com o cigarro. Tanto que aceitou na hora o convite para abraçar a campanha “Sem Tabaco, 100% Fashion”, criada em 2003 pelo Centro de Câncer de Brasília.

Junto com outras celebridade e modelos, Babi vai relembrar a época de passarela.  No dia 31 de agosto, ela estará no Conjunto Nacional – Avenida paulista (SP), onde participa de um desfile-intervenção (link para 1º post) especialmente montado em prol do movimento que une moda e saúde para alertar jovens e adolescentes dos malefícios do tabagismo.

Entre uma conversa e outra, a bela deu o seguinte depoimento:

“Meu pai parou de fumar algumas vezes, ficava bem saudável, mas, ainda assim, morreu de ataque cardíaco fulminante aos 56 anos, em 2003. Minha mãe parou de fumar quando voltou a frequentar a Igreja Batista. Voltou um tempinho, por estresse, preocupação com a vida, mas viu que essa não era  a saída para as suas questões. Eu e meu irmão nunca quisemos tocar em cigarro! Sempre fizemos muito esporte. Depois, aos 14 anos, eu queria ser modelo, e modelo, na minha cabeça, não fumava, nem bebia. Quando finalmente ingressei na carreira, não aprendi a fumar nem pra fazer as propagandas de cigarro, que eram as mais bem pagas na época.”

Anúncios

Lele Siedschlag: A Dinda da Edição Sem Tabaco SP

Lele Siedschlag: A Dinda da Edição Sem Tabaco SP 

Ela é editora de Famosos e TV do Portal R7, escreve para quatro blogs, inclusive o badaladíssimo Te Dou um Dado. Muda de cabelo como muda de ideia, jura que faz uma pasta al salmone de comer ajoelhado. Além de tudo, Alessandra Siedschlag, ou simplesmente Lele, agora é também madrinha do movimento “Sem Tabaco, 100% Fashion”, que aporta em São Paulo no dia 31 de agosto. 

Lele não pensou duas vezes para aceitar o convite. Mesmo tendo crescido em um ambiente de fumantes, ela reconhece os malefícios do cigarro: “Minha mãe e minha irmã são o que podemos chamar de heavy users. Meu pai também fumou durante um bom tempo, mas parou depois”. 

A dinda recorda que experimentou cigarro de cravo, ainda adolescente, fumava na balada, mas parou quando, um dia, tossiu sangue. Mais tarde começou a fumar porque o namorado fumava. “Eu mascava chiclete junto, odiava o cheiro, era muito sem noção”, lembra. Por muito tempo Lele evitou baladas para não voltar para casa cheirando a cigarro. “Há pouco me chamaram para discotecar. O cheiro de fumaça era tão forte que cheguei a passar mal.” 

Nossa madrinha deixa claro que a intolerância dela não se estende aos fumantes, mas sim aos prejuízos trazidos pelo cigarro. “Não tenho nada contra quem fuma, até meu marido fuma, alguns dos meus melhores amigos também”, revela. Dentro de casa? “Nem pensar!”, enfatiza. Lelê é uma das personalidades que vão desfilar na intervenção urbana “Sem Tabaco, 100% Fashion”, que acontece às 12h30 do dia 31/08, no Conjunto Nacional – Avenida Paulista.

Uma história @semtabaco

A estudante de Agronomia Marina Griffin (@marinagriffin), de 19 anos, foi uma das primeiras seguidoras da campanha “Sem Tabaco, 100% Fashion” no Twitter. Uma crise de asma incentivou a jovem fumante a abandonar o vício, que já a acompanhava há quatro anos. Segundo Marina, o @semtabaco deu um estímulo extra nessa empreitada.

“Quando fiquei doente, resolvi dar um tempo sem fumar, para ver se minha saúde melhorava”, relembra. “Mas deixar de fumar foi tão difícil, que eu vi o quanto que o cigarro vicia. Aí eu resolvi parar de vez, não queria passar por isso de novo”, desabafa a jovem, que chegou a consumir um maço por dia.

Sem fumar desde abril, a moça já coleciona benefícios: “Minha respiração melhorou, parei de tossir toda hora, não tenho mais pigarro, mau hálito, nem fico fedendo a fumaça”, compartilha orgulhosa.

Marina, como muitos adolescentes, acendeu o primeiro cigarro por influência dos amigos, e reconhece o alcance da campanha antitabagista do Cettro: “O legal do ‘Sem Tabaco’ é mostrar aos jovens que fumam por modinha o tanto que o cigarro faz mal”, avalia. 

Camisetas Sem Tabaco 2010

Há muitas formas de apoiar a campanha “Sem Tabaco, 100% Fashion”. A principal delas é através da formação de um movimento contracultura, que mostre às crianças e aos adolescentes que fumar não é fashion.

Outra maneira de participar é adquirir a camiseta da ação. Vale destacar que o Centro de Câncer de Brasília financia integralmente o movimento, inclusive a produção das T-Shirts, e reverte 100% do valor das peças a uma entidade de notória responsabilidade social. Além da contribuição a uma causa de imenso valor para a comunidade, ao vestir a camiseta, cada um se torna um verdadeiro veículo de comunicação e conscientização social.

As demandas pela T-shirt desenhada pelo estilista francês Ilan Delouis, da marca Faith Connexion, superaram as expectativas. Temos três modelagens este ano, duas femininas (regata e camiseta) e uma masculina (camiseta). Os interessados em adquirir uma das camisetas devem nos informar o modelo e o tamanho escolhido, além do endereço para envio.  Calcularemos o frete e informaremos o valor final (R$ 40,00 da camiseta + frete). Após o depósito na conta informada por e.mail, a T-shirt seguirá para o endereço do comprador.

Em Brasília, é possível adquirir a camiseta por R$ 40,00 nas lojas UW – no Terraço Shopping e no ParkShopping.

A arrecadação integral (100%) será revertida ao Instituto de Apoio ao Portador de Câncer (IAPC).

Para as organizações, é oferecida a possibilidade de adquirir lotes de camisetas com a marca da empresa gravada na manga e identificada como parceira da campanha. As peças podem ser utilizadas como presentes destinados a colaboradores ou clientes. 

Entidades interessadas em replicar a ação em outros estados do País devem encaminhar solicitação formal para avaliação por parte dos organizadores.

Contato: compras@grupoathena.com.br

NOSSO MUITO OBRIGADO!

O lançamento da Campanha “Sem Tabaco, 100% Fashion” 2010 foi um sucesso. Depois de mais uma etapa do movimento antitabagista, o Centro de Câncer de Brasília (Cettro) mostrou que é possível levantar a bandeira de que a vida é bem melhor longe do cigarro – isso sem ser xiita. 

Ao longo da organização, o Cettro construiu parcerias com nomes de peso, como a Aliança de Controle do Tabagismo (ACTbr) e o Instituto do Coração do Hospital das Clínicas de São Paulo (Incor-SP). Muitas ações devem acontecer ainda este ano. A próxima data do calendário é 29 de Agosto: Dia Nacional de Combate ao Fumo. 

A cardiologista Jaqueline Scholz Issa, do Incor-SP, esteve em Brasília para uma sessão de autógrafos do livro “Deixar de Fumar Ficou Mais Fácil”. A médica, que é responsável por trazer para o Brasil o Dia Mundial Sem Tabaco, não escondeu sua satisfação: “Precisamos atingir justamente os jovens e as mulheres e essa campanha faz isso de um jeito muito original”.   

Cris Guerra adorou ser nossa madrinha e já avisou que se o cargo for vitalício ela topa! A fashionista faz questão de agradecer a cada participante da Rede Sem Tabaco: “É muito gratificante ver que é possível usar as redes sociais para ganhar a atenção para os malefícios do cigarro”. As meninas que fazem o blog O Dia da Lila foram conferir o lançamento e arrasaram na cobertura. 

O movimento “Sem Tabaco, 100% Fashion” não pára. Você pode acompanhar nossas atualizações pelo twitter @semtabaco. 

Vestir a Camisa 

As demandas pela T-shirt desenhada pelo estilista francês Ilan Delouis, da marca Faith Connexion, superaram as expectativas. Confira, neste link, como realizar seu pedido caso você esteja fora do Distrito Federal. Em Brasília, é possível adquirir a camiseta por R$ 40,00 nas lojas UW – no Terraço Shopping e no ParkShopping. A arrecadação integral (100%) será revertida ao Instituto de Apoio ao Portador de Câncer (IAPC).

 Este blog apoia o movimento Sem Tabaco, 100% Fashion

Para anotar na agenda!

Segunda-feira agora, 31 de maio, é celebrado o Dia Mundial Sem Tabaco. Ok, para quem acompanha este blog, isso não é novidade. A dica hoje é a seguinte: se estiver de passagem por Brasília, não deixe de conferir a série de eventos que o movimento “Sem Tabaco, 100% Fashion” elaborou para não deixar a data passar em branco. 

No almoço de pré-lançamento da T-shirt para a imprensa, Cris Guerra vai marcar presença, vestindo a aguardada camiseta do bem. Representantes de diversos veículos participam do encontro, que tem como anfitriões os diretores do Centro de Câncer de Brasília e do Terraço Shopping.

Outra presença ilustre é da Dr. Jaqueline Scholz Issa, que fará uma sessão de autógrafos do livro “Deixar de Fumar Ficou Mais Fácil”. Através do Incor e com apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS), ela é a responsável por trazer para o Brasil o Dia Mundial Sem Tabaco. 

Veja a programação completa: 

31.05, Segunda-Feira – Dia Mundial Sem Tabaco, Terraço Shopping 

10h00 às 18h00

Estande de Orientação à Comunidade, com game interativo e distribuição de brindes. 

12h30 às 14h30

Almoço para a Imprensa, com a presença de Cristiana Guerra (MG) – titular do blog Hoje Vou Assim. No restaurante Formidable. 

1º.06, Terça-Feira – Terraço Shopping 

18h30

Sessão de autógrafos do livro “Deixar de Fumar Ficou Mais Fácil”, da médica Jaqueline Scholz Issa (Incor-SP). Na Livraria Leitura. 

19h30

Abertura da Exposição de Camisetas “Sem Tabaco, 100% Fashion” 2010 customizadas por estilistas da Capital Federal. Na Praça das Palmeiras. 

20h00

Desfile-Intervenção de lançamento da Camiseta “Sem Tabaco, 100% Fashion”, com a participação de Cristiana Guerra (MG) e casting Win Models. 

Início da comercialização da peça, a R$ 40,00, com arrecadação integral revertida ao Instituto de Apoio ao Portador de Câncer (IAPC). Na Praça das Palmeiras. Venda exclusiva nas lojas UW Terraço Shopping e ParkShopping.

 06.06 Domingo – Terraço Shopping  

18h00

Peça infantil “Respiração Saúde”, com a Companhia de Teatro Néia e Nando. Na Praça das Palmeiras.

Este blog apoio o movimento “Sem Tabaco, 100% Fashion” 

Guerra do “Bem”

Olhando mais de perto a T-Shirt “Sem Tabaco, 100% Fashion” 2010, dá para perceber como o estilista Ilan Delouis, da marca francesa Faith Connexion, conseguiu sintetizar o conceito da campanha de uma forma genial. Mesclando a figura de uma espada com um par de asas, surge um emblema de uma pacífica batalha antitabagista. 

A ideia do nosso movimento, como já deu para perceber, não é ser radical. Nossa bandeira é conscientizar crianças e adolescentes de que fashion mesmo é viver longe do cigarro. E, para isso, podemos fazer barulho sem brigar. A espada alada de Ilan Delouis evoca outra ideia: tanto para voar quanto para viver, o elemento indispensável é um só: AR. 

Pensou em outro conceito para explicar a camiseta? Deixe um comentário, conte pra gente.

Este blog apoio o movimento Sem Tabaco, 100% Fashion

Um toque de amiga

Um toque de amiga 

A gente não vai bancar a “tia chata” dizendo que fumar faz mal, que mata, que das 4.720 substâncias químicas que entram na composição do cigarro, mais de 60 já foram identificadas como cancerígenas… Nada disso, até porque vocês já sabem. O post de hoje é mais um toque de amiga: a aparência é a primeira vítima do cigarro, sem dúvida. 

A “perversinha” é a nicotina, um líquido tóxico presente nas folhas do tabaco e que já era utilizado em 1690, na França, como inseticida. Aquele “biquinho” feito na hora de tragar contrai os músculos ao redor de toda a boca, o que favorece o surgimento de rugas em torno dos lábios. Não por acaso, essas marcas de expressão são conhecidas como ‘boca de fumante’. Isso sem citar o hálito, que nenhuma bala de menta resolve. 

A lista de prejuízos à beleza continua: pele levemente acinzentada, flacidez e envelhecimento precoce. E para as meninas, a notícia é ainda pior: “As mulheres sofrem mais os efeitos devastadores da nicotina, por conta da queda no hormônio feminino, o estrogênio”, alerta o presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia – DF, Dr. Gilvan Alves. “A nicotina deixa traços também nas mãos, que ganham coloração amarelada nas pontas dos dedos e placas das unhas”, completa o médico. 

E não adianta tapar o sol com a peneira: os fumantes adeptos de tratamentos estéticos costumam ter resultados abaixo da média. “Esses pacientes obtêm resultados, mas nunca chegam ao ideal”, conclui Dr. Gilvan. De novo a culpa é da nicotina: além de causar dependência, ela tem efeito vasoconstritor na microcirculação sanguínea. Traduzindo: ela reduz o diâmetro dos pequenos vasos, dificultando a chegada de oxigênio e de nutrientes que as células recebem através do sangue. Resultado: a pele perde o viço e o fumante, a beleza.

Este blog apoio o movimento Sem Tabaco, 100% Fashion

Uma Vida Sem Cigarro: É a Glória

 

Gloria Pires, linda de viver!!

Gloria Pires, linda de viver!!

A atriz Glória Pires, que está de volta às telonas no filme “É proibido fumar”, conversou com a equipe “Sem Tabaco, 100% Fashion” sobre  ua experiência pessoal com o cigarro. Glória parou de fumar há 10 anos e, para interpretar a professora de violão solteirona Baby, usou cigarros sem nocotina para não correr o risco de recair.

“O que mais me agrada na experiência de ter parado de fumar é a sensação de liberdade, de não estar presa e dependente do cigarro. Além disso, tenho mais fôlego, mais disposição, sono e apetite melhor. A consciência de que o cigarro não me fazia bem, embora eu gostasse, foi tudo. Durante as filmagens não sofri, a não ser com a fumaça, que sempre foi desagradável para mim, mesmo quando era fumante. Sempre que me lembro que fumava, reafirmo o desejo de não recair.”

MAIS SOBRE O FILME

Baby (Gloria Pires) é uma professora de violão solteirona e solitária, que só encontra conforto no velho companheiro: o cigarro. Até que conhece Max (Paulo Miklos), um músico que ganha a vida como cantor de churrascaria. O casal se dá bem e Max só tem uma ressalva: será que dava para ela parar de fumar? “O cigarro parece meu amigo, mas é meu inimigo” vira o novo lema da professora de violão.

Este blog apoio o movimento “Sem Tabaco, 100% Fashion”

Sem Tabaco, 100% Fashion!

Para começo de conversa…

 Durante o mês de maio, vamos publicar posts sobre como o cigarro faz mal e não é nada chique. Isso porque aderimos ao “Sem Tabaco, 100% Fashion”, uma campanha que usa a moda para mostrar que o tabaco não tem nada a ver com beleza e bem-estar.

Por incrível que pareça, o pessoal que criou este movimento não é da moda e até resistiu um pouco para entrar nesse universo. Mas, depois de sete anos, os médicos do Centro de Câncer de Brasília reconhecem: difundir uma campanha antitabagista de um jeito fashion dá muito certo, especialmente quando o foco são os adolescentes e as mulheres.

Cá para nós, dizer que o tabaco mata não é novidade e nem funciona para estimular as pessoas a não fumar. Um estudo feito por psicólogos nos EUA, Suíça e Alemanha mostrou que mensagens como “fumar deixa você menos atraente” ou “o fumo afeta as pessoas próximas a você” são muito mais eficientes. Fica a dica quando você tiver o impulso de “puxar a orelha” de um amigo fumante: isso é chato e não funciona!

Foi com essa ideia que o oncologista Murilo Buso, comandante deste movimento que une moda e antitabagismo no Brasil, recebeu o apoio de estilistas do porte de Walter Rodrigues (SP), Luiza Marcier (RJ) e Kumiko Watari (Londres). Os fashionistas emprestam o talento e o glam ao criar camisetas para a campanha. E o melhor: 100% do dinheiro arrecadado com as vendas são revertidos a entidades que cuidam de pacientes carentes.

A campanha nasceu em Brasília, em 2003, e este ano conquistou Paris junto com um time da primeira linha da indústria francesa da moda. O estilista Ilan Delouis, da marca Faith Connexion – que veste Madonna, Lindsay Lohan e Paris Hilton – assina a T-shirt 2010.

Aproveitando as paisagens da Cidade Luz, o fotógrafo Chris Carolina clicou a camiseta num editorial belíssimo. A T-shirt 2010 só vai ser lançada em 31 de maio, Dia Mundial Sem Tabaco. Mas nesta quinta-feira, dia 13, nossa rede de blogueiros já recebe um aperitivo do ensaio. Ficou curioso? Aguarde nossos novos posts…

Este blog apoia o movimento Sem Tabaco, 100% Fashion!